Independentemente da área de atividade ou da dimensão do seu negócio, um dos objetivos da sua empresa é atrair novos clientes e fidelizar os clientes habituais.

Mas com tanta concorrência, como é que o seu negócio consegue destacar-se e envolver a sua audiência? A resposta está nos conteúdos e na forma como os partilha com o seu público!

À primeira vista, a criação de conteúdos é simples – há quem diga que basta saber escrever -, mas criar conteúdos com os quais as pessoas se identifiquem e transmiti-los de forma a que se sintam envolvidas com a sua marca nem sempre é fácil.

É aqui que o storytelling pode ser decisivo para o sucesso do seu negócio. Provavelmente, já ouviu falar deste conceito, mas sabe o que é e de que forma pode ser utilizado para fazer crescer o seu negócio? Continue a ler e descubra tudo sobre o storytelling.


O que é o storytelling?

Pode não ter dado por isso, mas já se deparou com o storytelling vezes e vezes sem conta ao longo da sua vida. Lembra-se das aulas de matemática e de como o professor nos ensinava a dividir com a história do João que tinha recebido um saquinho de 24 rebuçados e queria dividi-los em partes iguais com os seus 4 amigos? O professor podia cingir-se aos números e às operações matemáticas, mas utilizava a história do João e dos seus rebuçados para captar a nossa atenção e manter o nosso interesse. Isto é storytelling!

Dito de uma forma muito simples, storytelling é a ação de contar uma ou várias histórias de forma apelativa, com princípio, meio e fim, para captar a atenção das pessoas e despertar as suas emoções. Atualmente, o storytelling é uma técnica bastante utilizada na promoção de marcas, produtos e serviços, afirmando-se, cada vez mais, como uma ferramenta poderosa na criação de laços emocionais entre clientes e negócios, até porque é impossível falar de storytelling sem falar de emoção!


Storytelling - Definição



Porquê utilizar o storytelling na sua estratégia digital?

Já percebemos que o storytelling é a arte de contar uma história, mas vai muito além do relato de factos ou da descrição de acontecimentos. O storytelling utiliza a emoção para envolver as pessoas na história, levando-as a identificar-se com as personagens e a sentir que fazem parte do enredo.

“Mas para quê contar uma história quando aquilo que o meu negócio precisa é de aumentar as vendas?”.Se é nisto que está a pensar, a resposta é simples: uma história bem contada prende a atenção dos interlocutores do início ao fim – depois de se estarem envolvidas, as pessoas querem saber como termina a história - e a verdade é que o cérebro humano tem mais facilidade para reter histórias do que para reter dados!

Estatística - Cérebro Humano


Pense na Coca-Cola: consegue lembrar-se de algum dado estatístico? Provavelmente não, mas lembra-se dos anúncios de publicidade da marca, certo? Pode não se lembrar de todos os detalhes, mas lembra-se, por exemplo, do anúncio de Natal (sempre bastante falado) porque o enredo apelou às suas emoções e deixou-se envolver pela história do anúncio!

“A minha empresa não é a Coca-Cola”, pensa você neste momento! Tem razão, mas tal como a Coca-Cola, o seu negócio pode utilizar o storytelling para criar uma ligação emocional mais profunda com a sua audiência e, com isso, garantir que sua mensagem é facilmente transmitida, recebida e entendida. E se isto não é motivo suficiente para incluir o storytelling na sua estratégia digital, há mais:

HUMANIZA A SUA MARCA

A empatia faz parte da condição humana e todos nós temos a capacidade de imaginar como nos sentiríamos numa determinada situação. Não é à toa que muita gente chora a ver um filme ou um anúncio publicitário – a emoção fala mais alto e conseguimos sentir sem vivenciar! O storytelling faz isso mesmo: leva os seus atuais e potenciais clientes a sentir que fazem parte da história da sua marca.

VENDE SEM VENDER

Conhece alguém que goste de campanhas de publicidade invasivas ou de ser constantemente pressionado para fechar uma compra? O storytelling promove a sua marca de forma subtil e sempre com base na criação de uma ligação emocional com a sua audiência. Voltando à Coca-Cola, a marca utiliza situações que todos nós conhecemos, como um almoço de família ou um grupo de amigos a ver um jogo de futebol na televisão, e mostra a felicidade que é estar reunido com a família ou com os amigos e beber um Coca-Cola.  Na prática, os anúncios não vendem o refrigerante, mas a emoção - a Coca-Cola vende felicidade!

DIFERENCIA A SUA MARCA

As pessoas querem comprar produtos e/ou serviços de qualidade e que satisfaçam as suas necessidades, mas na hora de decidir entre o seu negócio ou um dos seus concorrentes a ligação com a sua empresa é decisiva. Os consumidores querem comprar às marcas com as quais sentem uma conexão pessoal e o storytelling é decisivo para que as pessoas se identifiquem e se envolvam com a sua marca.

ACRESCENTA VALOR AO SEU NEGÓCIO

Todos os dias, somos bombardeados por conteúdos das mais diversas formas e feitios e é humanamente impossível consumir todas as informações que nos chegam. As pessoas escolhem os conteúdos que mais lhes interessam e, através do storytelling, a sua marca não é só mais uma a partilhar conteúdo, pelo contrário, é uma fonte de conteúdo valioso para a sua audiência que reconhece a autoridade e o valor da sua marca.

AUMENTA O RECONHECIMENTO DA SUA MARCA

Mais do que captar a atenção do seu público-alvo, uma boa história consegue que as pessoas se identifiquem e se envolvam com a sua marca. E quanto mais inspiradas as pessoas se sentirem com a sua história, maior será a vontade de a partilhar com o mundo, aumentando a visibilidade e o reconhecimento da sua marca. Pense nas redes sociais: partilha alguma publicação com a qual não se identifique?

ESTIMULA O SENTIMENTO DE PERTENÇA

Por mais tímidas ou introvertidas, as pessoas precisam de sentir que fazem parte de alguma, que “ali” é o lugar delas. Através do storytelling, as pessoas identificam-se não só com a sua história, mas com a sua empresa e os valores que ela defende. Quando isso acontece, as pessoas passam a fazer parte da sua história e é “ali”, à sua marca, que pertencem.


Storytelling: por onde começar?
Desde o momento em que teve a ideia de criar a sua empresa até agora, o seu negócio já passou por muitos momentos e todos eles fazem parte da sua história. Só precisa de a contar de forma cativante - para captar atenção da sua audiência - e cativante – para manter o seu público interessado na sua história!

Então por onde começar? Na verdade, não há uma fórmula mágica e que o que funciona com a empresa de um dos seus familiares pode não resultar com a sua empresa, mas há alguns princípios que deve seguir:

CONHEÇA A SUA AUDIÊNCIA

Se não souber a quem vai contar a sua história, como é que vai conseguir contá-la de forma a despertar as emoções?

DEFINA O FOCO

A sua história centra-se numa personagem ou numa mensagem? Voltando ao exemplo da Coca-Cola, o foco é a mensagem – seja quem for a abrir a garrafa, abre a felicidade!

CRIE UMA NARRATIVA EMOCIONAL

Partilhe histórias reais, mas que apelem à emoção para que as pessoas se consigam identificar com a narrativa.

ENVOLVA A SUA AUDIÊNCIA

Histórias com algumas reviravoltas e com um final feliz são, por norma, bem recebidas pelo público. Lembre-se que a sua história deve inspirar as pessoas.

SEJA CRIATIVO

Crie conteúdos originais e autênticos que reflitam a identidade do seu negócio e partilhe as suas histórias em diferentes formatos: vídeo, artigos de blog, e-mails, ilustrações, etc.


Agora que sabe o que é o storytelling, quais as vantagens para o seu negócio e por onde começar, é altura de colocar mãos à obra! Pense em todas as estórias da sua empresa e crie a história do seu negócio. E se pensa que não tem nada para contar, pense melhor! Lembra-se do momento em que decidiu abrir o seu próprio negócio? Teve uma ideia brilhante para abrir um negócio ou estava desempregado e decidiu ser empreendedor? E como é que chegou à identidade da sua marca? O que esteve na base da sua escolha para o nome e o logotipo da sua empresa?

Se responder a estas questões, encontra várias estórias da sua empresa, mas pode encontrar outras e mais recentes ligadas, por exemplo, à pandemia: o que mudou no seu negócio nestes últimos anos, como modernizou os seus processos ou como manteve a sua equipa motivada são apenas alguns exemplos.

Tudo pode ser transformado numa boa história e os seus clientes vão lembrar-se melhor das informações da sua empresa se as ouvirem numa história. Estas são as duas premissas que deve ter em conta para criar as suas histórias e o resto... O resto é história! E já sabe, se precisar de ajuda, fale connosco.