Finalmente podemos beber um cafézinho no sítio do costume e comer aquele peixinho na esplanada à hora de almoço, enquanto trocamos dois dedos de conversa e o sol nos aquece a alma. Esperem, podemos?

Na hora de sair de casa, perguntas como “será que está muita gente?”, “será que posso ficar ao balcão?”, “como sei que estou a dois metros da outra mesa?”, “e se alguém tocou na ementa antes de mim?” ou “e se o multibanco não estiver a funcionar?” pairam na minha cabeça. E é aqui que o conceito de segurança ganha novos contornos!

As nossas rotinas, até agora tão simples e banais, têm de se adaptar ao “novo normal” e cumprir todas as regras de distanciamento social, mas como é que vamos saber que estamos seguros neste ou naquele estabelecimento? Depois de dois meses fechados ou a trabalhar com serviços reduzidos, a restauração tem agora um novo desafio: garantir a segurança de clientes e funcionários e recuperar a confiança dos consumidores!


O “NOVO NORMAL” PASSA PELO DIGITAL
Para voltar a servir clientes dentro dos estabelecimentos, restaurantes cafés e pastelarias têm de cumprir as várias medidas acordadas entre a Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP). De acordo com o Guia de Boas Práticas, disponível no website da AHRESP, os estabelecimentos devem limitar a sua capacidade a 50% e reformular o layout do espaço de forma a que as mesas fiquem a uma distância de dois metros umas das outras.

O distanciamento social é, obviamente, necessário, mas será suficiente para que as pessoas se sintam seguras? Imagine que está a dois metros da mesa do lado e que a ementa passa dessa mesa para a sua. Vai sentir-se seguro ou vai pedir para desinfetarem a ementa e esperar uns minutos não vá o diabo tecê-las?

A restauração precisa de recuperar a confiança dos clientes e, nesta fase, ter ementas físicas, que podem ser de papel, plástico ou até tablets, a circular entre mesas e a passar de mão em mão terá precisamente o efeito contrário: os clientes irão ficar desconfortáveis, desconfiados e inseguros. Então como podem os clientes ver a ementa e, ao mesmo tempo, sentirem-se seguros? Através de um menu digital que tem as seguintes vantagens:

01. SEGURO

    Clientes e staff não precisam de interagir para fazer pedidos e pagamentos;

    02. ECONÓMICO

      Não implica investimento em novos equipamentos ou nova impressão das ementas atuais;

      03. EFICIENTE

        Os clientes não esperam para ver o menu ou fazer os pedidos;

        04. FLEXÍVEL

          O menu pode ser atualizado sempre que for necessário;

          05. INFORMATIVO

            Todos os detalhes de todos os produtos estão sempre disponíveis, sem risco de esquecimento;

            06. ECOLÓGICO

              O menu digital é amigo do ambiente: não precisa de papel ou de plástico.


              Na nossa nova realidade, já ninguém quer tocar em nada que não seja de confiança. Se tem um restaurante, café ou pastelaria conheça o nosso Menu Digital e deixe os seus clientes utilizarem os próprios telemóveis para tudo: consultar, pedir e pagar!

              O Menu Digital substitui as ementas físicas, permitindo aos clientes verem a ementa no seu telemóvel pessoal, através de um link ou de um código QR, fazer o pedido e efetuar o pagamento online, de forma simples e eficaz e reduzindo o contacto entre clientes e staff. Os pedidos ficam no backoffice do Menu Digital, acessíveis a diferentes equipas pois permite vários logins e pode ser atualizado rapidamente no computador ou no telemóvel através da app, sempre em tempo real.

              Esqueça as ementas que passam de mão em mão, proteja os seus clientes e o seu negócio. Saiba tudo sobre o Menu Digital e aproveite a oferta de três meses grátis.